quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Plataforma 2 : adrenalina on-top!

Há cerca de dois anos e meio escrevi sobre a estação de caminhos-de-ferro de Ovar, não só para chamar a atenção do aspecto dantesco que então ofereciam os escombros das antigas oficinas ferroviárias mas também e sobretudo pelo perigo que a plataforma 2 (que serve de apoio aos passageiros que viajam no sentido do sul), pela sua reduzida largura, representava para a segurança pública. Estas duas situações, em meu entender, requeriam soluções enquadradas num projecto de correcção do traçado da linha férrea ao passar pela cidade de Ovar. 

Desde há dois anos e meio que muita coisa mudou no mundo e por cá também...quanto mais não tivessem sido as cores e as caras dos "políticos da casa"! Mas a estação de caminhos-de-ferro de Ovar continua infelizmente na mesma, apesar de uns muros e umas chapas colocados na tentativa de esconder ingloriamente aquela trapalhada toda.  






Na verdade, a estação de Ovar continua desmazelada e perigosa! Nem a luz acobreada do sol nem os graffitis lhe valem. Será que é pelo facto dos políticos mudarem de cor mas lá no fundo continuarem a preocuparem-se sempre com o mesmo objectivo (realizarem apenas obras de curta duração e de show off para ganharem os votos de uma próxima eleição)?   


O facto da estação de Ovar se situar dentro de uma "barriga" da linha férrea é só por si motivo de grande preocupação pois a aproximação visual de comboios sem paragem na estação é repentina e perigosa. Tão pouco o som das campainhas das passagens de nível mais próximas é suficientemente audível em certos momentos (maior ruído ambiente, direcção do vento, ...).




Volto a insistir, como o fiz no passado, que é muito importante diligenciar junto do poder central no sentido de uma intervenção urgente na estação de Ovar, nomeadamente ao nível da linearização do traçado da via (linha a vermelho) e de alargamento da estação com passagens seguras entre plataformas (área limitada a amarelo).






Outra questão da maior importância tem a ver com a reduzida largura das plataformas.

A largura da plataforma 1 é de cerca de 2,5 metros mas quando as carruagens de mercadorias, que parecem não acabar, passam a alta velocidade.... é isto.....





Problema ainda de maior dimensão prende-se com a reduzida largura da plataforma 2 que serve as linhas 2 e 3. Em frente à estação a referida plataforma tem pouco mais de 2 metros! 






A reduzida dimensão da plataforma põe em perigo os utilizadores da mesma sobretudo aquando da passagem de comboios de alta velocidade (intercidades, alfas e comboios de mercadorias). 




À passagem destes comboios a deslocação do ar é de tal forma grande que pode facilmente provocar a perda de equilíbrio dos utentes que aguardam na plataforma 2 e consequentemente uma queda para a linha.  Resultado certo será assim o acidente mortal!





Sobretudo aos Domingos de tarde são inúmeras as famílias de Ovar e arredores que se despedem de filhos, outros familiares ou amigos que viajam nos comboios intercidades no sentido de Aveiro, Coimbra, Lisboa..... Há carruagens que só param para norte da passadeira que liga as plataformas 1 e 2....e então o problema da largura da plataforma 2 agudiza-se ainda mais, pois a sua largura passa para pouco mais de 1 metro ..... e entretanto o comboio sempre a travar ainda não parou.....é preciso coragem para estar especado nessa plataforma à espera que o comboio imobilize.....o melhor mesmo é malhar (saltar) para a linha 3 não vá o diabo (que alguns dizem que anda por aí) tecê-las.... um verdadeiro exercício de stand-up, pois é preciso voltar a subir a plataforma para embarcar....o comboio não espera muito tempo .... 

Pois é! Mas não é com "malhanços" destes que Ovar vê melhorada a segurança e a qualidade de vida dos seus cidadãos …. e não podemos continuar a confiar na sorte que até aqui tem evitado consequências mais graves!
Este grande barco que é a cidade sede do concelho precisa de quem, com  experiência, clarividência e rasgo, queira apostar no desenvolvimento de obras estratégicas, ao invés de intervenções avulsas, como que puxadas da cartola, meramente pró-voto! 


ps. este apontamento não é ficção. Como utilizador desta plataforma 2, nomeadamente ao domingo de tarde, informo que o texto só peca por não ser capaz de transmitir de forma ainda mais "viva" a sensação de insegurança e perigo experimentadas in loco. 



2 comentários:

Goncalo Monte-cristo Monte-cristo disse...

Alvaro o seu texto reflete o meu pensamento, que por coincidência também já levantei na página NAMORAR OVAR Speaker's corner , AZULEJO NEGRO

Álvaro Reis disse...

Estamos ambos de acordo, infelizmente! Bom seria se não tivéssemos esta opinião.